Apresentado ao Flamengo nesta terça-feira, Rogério Ceni chega para comandar a equipe no Campeonato Brasileiro, Conmebol Libertadores e Copa do Brasil. Além do foco nos torneios, ele já tem um ‘reforço’ que pretende contar para 2021.

Trata-se do garoto Yuri César, emprestado pelo time carioca ao Fortaleza. O meia-atacante trabalhou com o treinador e ganhou elogios do antigo e, possível futuro, comandante.

“Eu conto (com o Yuri). Landim e Braz concordam. Ele é muito novo, uma grata surpresa. Tem uma boa capacidade de entendimento. Está fazendo um excelente trabalho. Já fez mais do que sete partidas, então fica no Fortaleza e vejo nele um potencial para Flamengo”, afirmou Ceni.

A caminhada do treinador no Flamengo começará diante do São Paulo, nesta quarta-feira, às 21h30, pelo confronto de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Ceni garantiu um time ofensivo para essa partida e para outras em que estará à frente da equipe.

“Mais ofensivo o possível. Fiquei muito tempo no gol, não gosto mais daquela área. Espero um time que busque sempre a pressão. Dependendo claro da questão física. Mas sempre em busca do gol, do gol a favor, claro (risos). Lógico que é um trabalho difícil, claro, mas o intuito é jogar ao estilo que o Flamengo sempre teve”.

“Eu gosto de extrair o máximo de que o atleta me oferece. Se tenho muitos bons jogadores para as posições, preciso encontrar uma forma de todos os bons estarem em campo. Gosto da habilidade, da velocidade. Tenho uma série de bons jogadores por aqui. A área da criatividade, do ataque e meio-campo são as que eu mais gosto de mexer. Vamos buscar a melhor formação para cada jogo”, finalizou.

Rogério Ceni, que vem para a vaga de Domènec Torrent, chega respaldado e com moral. O contrato assinado é válido até o fim da próxima temporada.

Autor: Maximino Brügger Perez

Notícias relacionadas
Comentários